Banco de dados: como a Eventize investe no sigilo das informações

banco-de-dados

Os sistemas de banco de dados estão presentes em boa parte de nossas vidas. Eles estão por trás de praticamente qualquer aplicação, como sistemas corporativos, páginas de busca, redes sociais e sistemas bancários.

Além de softwares de navegação, aplicativos de smartphones e em qualquer sistema que precise armazenar informações. Portanto, ter um banco de dados robusto e confiável é uma das principais decisões estratégicas a serem tomadas pelo diretor de TI de uma organização.

Atualmente, existem diversos Sistemas de Gerenciamento de Banco de Dados (SGBD) no mercado, mas nenhum se destaca mais do que o Oracle® Database, criado em meados dos anos 80. Desde então, tornou-se líder do mercado e referência tecnológica para os demais concorrentes.

A empresa onde sou um dos sócios-diretores, a Eventize, desde sua concepção escolheu o Oracle® Database para ser seu SGBD. Esta decisão foi tomada porque são muitas informações que circulam em nosso sistema. Em nove anos de atuação, já somamos mais de 10 mil eventos realizados.

banco-de-dados

São mais de 2 mil empresas que já usaram ou usam nossa plataforma. Isso representa mais de 1 milhão de inscritos que informam dados pessoais e bancários quando se cadastram para os eventos. Por isso, oferecer o máximo de segurança garante mais sigilo e proteção para eles e para o nosso serviço.

SAIBA MAIS: EVITE FALHAS NA ORGANIZAÇÃO DE EVENTOS

Para intensificar essa segurança e confiabilidade no que oferecemos, recentemente migramos toda nossa plataforma para Amazon Web Services (AWS), que é a melhor plataforma de computação em nuvem do mercado. Garantindo assim, altíssima disponibilidade e segurança dos nossos servidores.

Com isso, optamos pelo Amazon RDS for Oracle para ser o nosso servidor de banco de dados. Com ele, temos à disposição uma plataforma altamente robusta e escalável e ainda contamos com todo gerenciamento, backup e suporte da Amazon.

Quando o sistema de banco de dados entra em cena

Basicamente, uma aplicação via internet é baseada em requisições dos usuários e respostas de servidores. A cada clique em um link, uma busca por informações ou o preenchimento de um formulário de cadastro, são enviados vários dados aos servidores de aplicação. Estes, por sua vez, interagem com um servidor de gerenciamento de dados para processar e armazenar essas informações de maneira coordenada e estruturada.

Uma simples consulta de um sistema de informação precisa “garimpar” dados diante de milhares ou até milhões de registros. E ainda cruzar informações relacionadas e apresentar os resultados da requisição ao usuário. Tudo isso em frações de segundos.

banco-de-dados

Um exemplo claro dessa operação é uma pesquisa em um site de busca, como Google. Após pesquisadas as informações solicitadas, os resultados são apresentados ao usuário instantaneamente, em meio a milhões de terabytes¹ de dados. E é aí que entra em cena o SGBD, ou simplesmente, banco de dados.

ASSISTA AGORA: WEBINAR – 5 BENEFÍCIOS DE USAR EVENTIZE PARA ORGANIZAR SEUS EVENTOS

Um banco de dados é um conjunto de software responsável por armazenar e manipular os dados de um sistema de informação. Toda e qualquer informação cadastral e transacional de uma aplicação é armazenada e devidamente organizada pelo sistema de gerenciamento de banco de dados.

Para isso, são utilizadas tabelas (que se assemelham a planilhas de Excel) e índices para catalogar as informações. E ainda trechos de programas para tratamento dos dados. Além disso, um sistema de banco de dados é responsável por manter a integridade e a segurança das informações armazenadas. Em outras palavras, é onde está o coração de um sistema de informação.

¹ Fonte: https://www.quora.com/How-big-is-Googles-database

*Artigo escrito por Marco Prauchner, sócio-diretor da Eventize.

 

Nenhum comentário

Adicione seu comentário