Marketing de experiência para eventos: como atrair mais sucesso

marketing de experiência para eventos

Assim como em outras atividades do nosso dia a dia, a participação em eventos está cada vez mais integrada ao mundo digital. Mas só oferecer inscrições online ou certificado digital não basta para satisfazer os participantes. É preciso pensar em atividades que marquem. Uma forma de conseguir isso é com o marketing de experiência para eventos.

SAIBA MAIS: 6 DICAS PARA ATRAIR MAIS INSCRIÇÕES PARA OS EVENTOS DA SUA EMPRESA

Entender o que isso significa e aplicar esta estratégia auxilia os organizadores de eventos a conectar, engajar e conquistar participantes através das emoções que despertam neles. Com o uso da tecnologia, isso é ainda mais marcante. Mas antes de começar a usar essa técnica, veja como ela está estruturada.

Os pilares do marketing de experiência

Para que uma estratégia com uso do marketing de experiência para eventos dê certo, ela precisa estar alicerçada em alguns pilares. O primeiro deles está ligado à verdade. Ou seja, seu evento precisa passar credibilidade em todas as etapas, antes, durante e após acontecer. Por isso, crie expectativas que possam ser atingidas e mantenha a comunicação ativa com o público.

Em seguida, pense em como seu evento pode estimular vontades. Uma forma de conseguir isso é usando ferramentas digitais que permitem a interação e o engajamento dos participantes.

marketing de experiência para eventos

Por fim, e tão importante quanto, avalie que tipo de valor vai apresentar e como transferir isso aos participantes. É aí que o marketing de experiência para eventos se traduz, pois este valor é composto das experiências e conexões realizadas desde o momento da divulgação até o feedback solicitado no pós-evento.

Como colocar em prática o marketing de experiência para eventos

1 – Engajamento no pré-evento

Se você pensa que o evento começa apenas na data e hora marcadas está muito enganado. Ele inicia muito antes, já no seu planejamento. Por isso, é preciso pensar na forma como você quer se relacionar com o público já nesta etapa. Com as ferramentas digitais, as conexões entre organizadores e participantes ganham mais eficiência e estimulam o engajamento. Ações nas redes sociais que instiguem a interação, email de pré-lançamento e com prévia da programação são algumas estratégias para iniciar esse relacionamento.

Além disso, avalie a melhor forma de disponibilizar as inscrições e a forma de pagamento para o público. Como o credenciamento e check in podem ser facilitados. E ainda como irá responder às perguntas recebidas.

2 – Brand experiences

Quantas vezes você já saiu de alguma atividade e ficou horas, dias ou semanas comentando sobre o que viveu ali? É isso que os participantes do seu evento precisam sentir. Um bom palestrante, que envolva sua plateia conta muito, mas só estímulos visuais não são suficientes. Pense em ações multissensoriais que serão marcantes e capazes de produzir conexões mais fortes.

De forma mais básica, isso pode ser conquistado ao disponibilizar lounges e espaços interativos com carregadores de celular, pufes para descansar ou fazer networking. Para ir mais além, pode apostar em atividades específicas ao tema do evento. Como os de gastronomia que podem ter atividades para estimular o olfato e o paladar. Ou ainda a demonstração de como uma impressora 3D pode beneficiar a medicina com a impressão de próteses ou órgãos para serem melhor explorados. Também pode ser usado em eventos de arquitetura com decorações que transmitam uma conexão com o público, que incentivem o toque e tenham texturas para serem exploradas e sentidas.

marketing de experiência para eventos

BAIXE AGORA: 8 PASSOS PARA FAZER EVENTOS NA ÁREA DA SAÚDE

3 – Feedbacks

Dê voz a seu público. Desde o pré-evento, estimule seu público a interagir com o evento. Seja para demonstrar interesse em participar, seja para enviar dúvidas. Disponibilize ferramentas para que essa comunicação aconteça e onde possam perguntar, avaliar e até mesmo compartilhar momentos do seu evento. Assim, você se aproximar mais do público e ter várias visões sobre o que organizou. Além de utilizar isso como forma de avaliar o que pode melhorar nos próximos eventos.

SAIBA MAIS: PORQUE VOCÊ DEVE FAZER PESQUISA DE SATISFAÇÃO EM EVENTOS

4 – Pós-evento

Você já deve saber que seu evento não acaba quando o último participante vai embora. É importante que seu público continue interagindo, debatendo sobre o que viu e gerando valor para experiência que teve. Uma forma comum de conseguir isso é com a distribuição de brindes exclusivos daquela ação. Emails solicitando a avaliação dos participantes também são importantes, assim eles percebem que sua opinião importa para os organizadores.

 

Nenhum comentário

Adicione seu comentário